How to Grow your Online Business

How to Grow your Online Business: An online tool that will help your business grow faster than ever using ingenious way of harvesting web traffic using social media.

How I make $30,000 Profit with my Online Business

Como faço $ 30.000 Lucro com meu negócio on-line : uma ferramenta on-line que ajudará sua empresa a crescer mais rápido do que nunca usando uma maneira engenhosa de coletar tráfego na web usando as mídias sociais.

Por que devo usar e-mail marketing como estratégia de vendas?





Nós, empreendedores e empreendedoras temos muitas responsabilidades diárias! Além de gerenciar o negócio para que ele continue “funcionando” e gerando a receita básica todo mês, temos o papel de visionários, de motivadores de novas vendas, de criadores de novas oportunidades para nosso negócio crescer. Sendo assim, como encontrar tempo para mais uma iniciativa, além de todos os esforços que já faço? 

É verdade que existem várias atividades básicas que devem ser cumpridas quando nos tornamos empreendedores, no entanto, você considerou que pode estar gastando tempo em esforços que não são tão urgentes? Pense nos seus atuais esforços de marketing. O que você está fazendo para comunicar que é uma consultora ou consultor Natura? Você está confiando no boca-a-boca, está gastando todo seu orçamento em panfletos ou mesmo investindo boa parte do seu tempo postando nas redes sociais sem saber quantos de seus seguidores realmente compraram e se tornaram seus clientes?

Não estou descartando aqui nenhuma forma de estratégia de marketing, pois muitas delas se complementam, o que é preciso enfatizar é que, ainda que tenha surgido uma série de outras formas de divulgação e vendas, existe uma mais tradicional e que ainda é, disparada, a que traz mais resultados: o e-mail marketing. Quer ver só? Olhe as estatísticas abaixo:

1. 92% dos adultos presentes online utilizam e-mail, sendo que 61% deles utilizam diariamente
2. 72% dos consumidores escolhem e-mail como o melhor canal para receber comunicações de empresas e marcas
3. Consumidores que compram produtos promovidos por meio de e-mail marketing gastam 138% mais que consumidores que não recebem ofertas por e-mail
4. 44% dos destinatários de e-mail realizam ao menos uma compra por ano baseado em um e-mail promocional
5. E-mail é quase 40x melhor na aquisição de clientes que Facebook e Twitter
6. 72% das pessoas preferem receber conteúdos promocionais por e-mail do que via redes sociais
7. Quando se trata de compras realizadas como resultado direto de uma mensagem de marketing, o e-mail possui maior taxa de conversão (69%) que redes sociais e outros canais offline
8. E-mails personalizados geram 75% mais receita que os genéricos
9. Os contatos na sua lista de e-mail possuem uma probabilidade 3x maior de compartilhar seus conteúdos nas redes sociais que visitantes de outras fontes
10. 81% dos consumidores online, que recebem ofertas considerando compras anteriores, optam por realizar uma segunda compra posteriormente

Além de todos esses ganhos que a estratégia de e-mail marketing já traz para qualquer empresa e empreendedor.

Se convenceu? Então, não perca tempo, saia na frente e comece a usar o e-mail marketing como estratégia para aumentar suas vendas no final do mês!

Chegou o Push, o Canal de Marketing do Futuro!

Chegou o push, o canal de marketing do futuro!

Finalmente! Além de marketing automation com email/sms/web, agora também já pode usar o E-goi para enviar mensagens push aos clientes que instalem a app móvel da sua empresa.

Interessante. O que é uma mensagem push?

Simples; é uma notificação enviada por uma app móvel. Provavelmente você tem o Facebook, Twitter ou Whatsapp no seu smartphone. Já alguma vez recebeu uma notificação dessas apps avisando que tem um post, tweet ou mensagem nova? O push é isso mesmo. E a partir de agora a sua própria app pode enviar mensagens push através do E-goi :)

Ohhh, sensacional! Como começo?

Só precisa de duas coisas:
- Uma conta E-goi
- A sua própria app móvel

Se já tem a sua app, é só seguir este nosso guia para integrá-la com o E-goi.

Jura, basta isso?

Sim. Logo que faça a integração (os programadores da sua app não devem levar mais que 5 m), pode criar facilmente mensagens push no E-goi e enviá-las aos usuários da sua app, seja uma simples notificação ou uma sequência multicanal ativada com base nas ações de cada usuário (incluindo a própria geolocalização de cada um deles)!

Fenomenal! E que posso mostrar aos meus clientes com uma mensagem push?

Praticamente tudo: texto, imagens, vídeos, formulários, questionários, páginas web... enfim, o que quiser! Por exemplo, se tem uma loja de roupas, pode somente mostrar um "Olá, venha ver a nova coleção Primavera-Verão!" ou ir mais longe e levar os usuários da sua app a uma landing page com toda a coleção ao tocarem no botão "Ver" da mensagem.

Também pode puxar da criatividade e combinar um texto apelativo com conteúdo-surpresa de reengagement, como neste exemplo:
As notificações push ganham ainda outra vantagem: têm visibilidade mas não incomodam! Normalmente aparecem em um iconezinho na barra superior do smartphone até que o usuário abra.

Ótimo! Em que situações devo usar o push?

Comunicações muito importantes ou que requeiram ação imediata por parte do usuário. O push é ideal para coisas destas:
- "Só esta semana! 15% de desconto numa seleção de tênis. Confira!"
- "Não se esqueça da sua consulta amanhã às 10:15. Se não puder vir, toque aqui"
- "Olá, reparamos que está perto do nosso bar! Que tal vir tomar um drinque? Chega aqui em 5 m"
- "Já usa nossa app há 1 mês. Está gostando? Nos diga o que acha neste mini-questionário"
- "Está na hora do seu treino matinal! Vamos começar com um exercício simples."

Entendo, mas por que é que o push é melhor que os outros canais de marketing?

Não é o melhor para tudo (por ex., o email continua sendo o mais adequado para captar leads e enviar comunicações longas ou que precisem de resposta), mas o push fideliza imenso os seus subscritores mobile. Como quem instala a sua app dá autorização para receber mensagens push de você, o opt-in e engagement dessas pessoas é altíssimo, sobretudo quando recebem mensagens ultra-personalizadas, comportamentais e instantâneas diretamente no celular ou tablet.

E com o E-goi você pode fazer tudo isso sem qualquer custo de desenvolvimento para a sua app. Só paga pelas mensagens push que enviar (custam o mesmo que um email) ou pelo número de usuários da app. Por isso, se sua empresa tem a sua própria app móvel e se já contratou um plano pago E-goi ou carregou saldo na conta, pode enviar mensagens push neste preciso momento!

Não tenho a minha própria app móvel. Posso me fechar no quarto e chorar minha tristeza (snif)...?

Ah, sem dúvida que vai chorar... de felicidade! Pois estamos preparando uma surpresa absolutamente estappenda para você. Que tal ter sua própria app sem qualquer custo? Daremos mais novidades muito em breve. Até lá, deslumbre-se com esta página que explica tudo sobre o push :)

TAXA DE ABERTURA

Email Marketing: Entenda a Taxa de Abertura


O que é?

A taxa de abertura resulta do total de contatos que visualizaram a mensagem dividida pelo número total de emails que foram entregues, excluindo os bounces e remoções. Basicamente, uma taxa de 20% de emails abertos significaria que, de cada 100 emails entregues, vinte foram visualizados.

Spam NÃO, obrigado!

É natural que o envio de newsletters que não solicitámos receber nos aborreça..obviamente que não as vamos ler até porque muitas delas são filtradas pelo Outlook, Gmail, Hotmail, Yahoo, etc...que como é óbvio não pactuam com este tipo de práticas.
E mesmo que nunca tenham recebido SPAM (o que será praticamente impossível) o mais provável é que já tenham recebido newsletters, para as quais embora se tenham inscrito, contenham assuntos que não vos interessam minimanente.

Mesmo que insconcientemente, enquanto receptores de newsletters, é inevitável que façamos uma análise que nos leva a optar por aquele (s) emails que efetivamente despertaram o nosso interesse e que têm os aspectos que passarei a apresentar:

1. Remetente – A reputação da marca é o primeiro fator que influencia a confiança do subscritor para abrir o email (essencial que o domínio seja o da marca, por exemplo info@e-goi.com)

2. Subject/assunto – Certamente já visualizou emails com assuntos com este tipo de abordagem (Aproveite já!! - Desconto de x% - Não perca!! – MELHORES PROMOÇÕES!!!!). Continua a ter interesse nestes emails?
Se for remetido por uma marca de confiança talvez dê o benefício da dúvida...mas a verdade é que esta abordagem se constitui cada vez mais como um erro porque já a encaramos com desconfiança.

3. Segmentação – É óbvio que segmentar a nossa base de dados nos ajuda a concentrar os nossos esforços naqueles que verdadeiramente vão querer abrir e ler aquilo que temos para lhes enviar! Enquanto apreciador de futebol gostaria que a newsletter de uma marca de desporto que recebo me enviasse exclusivamente conteúdos e ofertas sobre essa modalidade.
Se a marca insistir em enviar-me material de ciclismo, golfe e natação tudo numa newsletter o mais natural será acabar por me desinteressar...não é verdade? E você?

4. Test & Learn - Julgavam que havia uma fórmula de sucesso para o email marketing? Lamento informar-vos...não há! Na mesma área de negócio, a forma como regiamos às newsletters que recebemos pode variar em função dos fatores aqui já referidos. Para o ajudar, existem ferramentas que permitem automatizar esse teste como os ensaios de campanha ou split testing.

7 DICAS PARA EVITAR SPAM

7 Dicas para evitar que a sua newsletter caia na pasta de Spam dos clientes!

Os filtros de spam são óptimos para evitar correio que nunca pedimos. Mas quando queremos enviar uma newsletter aos nossos clientes, esses filtros podem ser um obstáculo, pois por vezes marcam incorrectamente a nossa newsletter como spam. Não existe fórmula mágica para evitar que isso aconteça (pois cada filtro tem a sua própria configuração), mas aqui estão 7 dicas para minimizar o problema.

Várias destas dicas aplicam-se melhor (ou até automaticamente) com a ajuda de um sistema de email marketing. Pessoalmente, uso a plataforma E-goi, que está muito completa, é portuguesa e tem conta de testes gratuita.

1) Não envie mensagens que os seus clientes não pediram

Esta é a razão número um para os seus emails caírem no spam. O facto de serem seus clientes ou contactos não implica que todos tenham dado autorização explícita para receber a sua newsletter. Se a enviar sem a permissão deles, pode ter a certeza de que vão clicar no botão "spam". E quando isso acontece, os ISP (Gmail, Hotmail, Yahoo, etc.) tendem a bloquear a sua newsletter para todas as outras pessoas. Pior ainda, podem queixar-se a instituições anti-spam e colocar o seu domínio numa lista negra!

Por isso, assegure-se de que tem no seu site um formulário double opt-in de inscrição na newsletter (eu criei um automaticamente para o meu site com o E-goi) e inclua na ficha de inscrição de clientes da sua loja física um visto para também receberem a newsletter. Depois, envie sempre as suas comunicações só a estas pessoas!

2) Envie conteúdo que seja interessante e pertinente para os seus clientes

Mesmo quando você lança a newsletter só a quem pediu expressamente para a receber, os ISP estão sempre atentos ao interesse que as suas comunicações geram nas pessoas. Se elas não abrirem e clicarem na newsletter, os ISP podem filtrá-la para o spam nos próximos envios.

Chama-se a isto "reactividade" (engagement) e é uma das estatísticas mais importantes para o sucesso do seu e-mail marketing! Por isso, tente sempre criar conteúdos que sejam realmente interessantes e úteis para os seus clientes e que os incentivem a abrir e clicar. Pode usar o E-goi para medir os resultados.

3) Limpe a sua lista de distribuição

Sempre que você enviar a sua newsletter para emails desactivados ou inválidos (um comportamento típico dos spammers) os ISP podem penalizá-lo e bloquear futuros envios. Portanto, é fundamental remover da lista todos os endereços que já não estejam a ser usados (os chamados bounces).

Se não quiser removê-los à mão, uma plataforma de email marketing como o E-goi faz a limpeza de soft bounces e hard bounces automaticamente e também insere um link onde as pessoas podem clicar caso se queiram remover imediatamente da lista. Quanto mais limpa a sua lista, mais reactiva e bem comportada ela se apresenta perante os ISP e melhor será a taxa de entrega directa no inbox.

4) Não envie conteúdo que se confunda com spam

Antes de lançar a sua newsletter, confirme que ela não vai fazer disparar logo todos os filtros de spam! Embora cada filtro tenha as suas próprias regras, há algumas normas gerais a seguir.

- Não envie newsletters compostas só por imagens (tem de haver um equilíbrio entre texto HTML e imagens)
- Use código HTML bem formatado (ex. não crie o HTML da news no Word ou no Photoshop :)
- Prepare sempre uma versão alternativa do email em texto simples

Para verificar estes pontos, também pode passar a sua newsletter pelo relatório anti-spam do E-goi, que não só cria automaticamente a versão em texto simples, como analisa todo o conteúdo e dá uma pontuação e dicas para melhorar o resultado.

5) Certifique os seus remetentes e servidores de e-mail

Uma das coisas a que os ISP estão mais atentos é a reputação do servidor através do qual você envia a newsletter. Para ter uma reputação credível, é fundamental autenticar o seu servidor com as principais certificações de e-mail (SPF, SenderID, DKIM e DomainKeys). Este processo deve ser feito pelos responsáveis técnicos do seu servidor.

Se optar por usar um serviço de email marketing como o E-goi, o trabalho fica bastante mais facilitado, pois não só já inclui servidores certificados como disponibiliza todos os dados necessários para que os seus responsáveis técnicos configurem o seu servidor correctamente.

6) Atenção à frequência dos envios

Mesmo que as pessoas queiram receber a sua newsletter, podem achar excessivo se for todos os dias e marcá-la como spam. Por outro lado, se faz envios menos regulares (ex. mensalmente), elas podem já se ter esquecido de si e considerar que é spam.

Tem uma newsletter diária? Dê às pessoas a possibilidade de a receberem com menos frequência. Envia-a esporadicamente? Inclua sempre uma referência relembrando à pessoa o motivo pelo qual está a receber o email e a data em que se inscreveu na newsletter (o E-goi pode inserir automaticamente quer a opção da frequência de envios quer o motivo e data da inscrição).

7) Na própria newsletter, peça às pessoas para adicionar o seu remetente à lista de endereços seguros

Mesmo seguindo todas as dicas acima, há sempre a possibilidade de alguns filtros demasiado agressivos meterem a sua newsletter no spam. Para tentar tornear este problema, insira sempre uma frase num sítio bem visível do email (ex. logo no cimo) pedindo às pessoas para adicionarem o seu remetente à lista de endereços seguros.

Desta forma, mesmo que elas vejam que a newsletter foi incorrectamente para o spam, têm logo uma forma fácil de prevenir que isso volte a acontecer.


E-MAIL MARKETING

E-mail Marketing: Software vs Serviços Online

Já idealizou a sua campanha de email marketing e está pronto a avançar? Óptimo, mas agora falta enviar todos esses e-mails. Vai comprar um software para o seu computador ou subscrever um serviço online?

Cada um tem vantagens e desvantagens, dependendo dos seus requisitos de marketing.

Custo

Qualquer software de e-mail marketing tem um custo inicial elevado (que pode chegar às dezenas de milhares de euros nos programas mais complexos). Embora pareça ser um custo único, sem necessidade de mensalidades, não se esqueça de que todos os custos operacionais (servidores, largura de banda, manutenção, backups) saem do seu próprio bolso. E o suporte técnico e as principais actualizações do software são frequentemente cobradas em separado.

Num serviço online de email marketing, paga-se uma mensalidade fixa ou compra-se um pacote de mensagens. Os preços começam em patamares muito baixos (por volta de 15 euros por mês se a sua base de dados tiver cerca de 2500 contactos) e não há custos operacionais. Como se faz tudo via Web, não é preciso instalar nada, nem configurar servidores, nem fazer backups. O serviço trata de tudo isto automaticamente.

Instalação

Num software de email marketing, o grande problema não está só em instalar a aplicação. É preciso criar vários IP de envio dedicados, optimizar o desempenho das máquinas, verificar a versão do PHP e MySQL, afinar e certificar os servidores SMTP, configurar o tratamento dos bounces, cronjobs, permissões, etc. Tudo isto tem de ser feito à mão pelos seus responsáveis técnicos (não só uma vez, mas sempre que fizer alterações à sua infra-estrutura).

Um serviço online não se tem de instalar e está pronto a usar em qualquer momento com um simples browser. Como o serviço já tem máquinas, servidores IP, certificações e alojamento próprios (todos devidamente afinados), não requer configuração. A única configuração é a da sua acção de email marketing (criar as listas, preparar a campanha e fazer o envio).

Integração com a infra-estrutura existente

Como um software se instala directamente na framework da sua própria empresa, funciona de forma integrada e transparente com a sua base de dados e CRM. No entanto, se for necessário actualizá-lo para um novo computador, CRM ou cluster de servidores, o processo pode ser complicado. E como a aplicação é fechada, você terá de se guiar pela documentação interna ou pedir suporte, normalmente pago.

Com o serviço online, é preciso importar a sua base de dados (normalmente em Excel ou CSV) para o sistema antes de poder gerir a campanha. Muitos serviços facilitam esta tarefa com plugins para os CRM mais populares (Sugar, Primavera, PHC, Salesforce, etc.) e uma API para outras situações. E como é um sistema via Web, dá para fazer email marketing a partir de qualquer computador em qualquer parte do mundo (até um iPhone ou iPad).

Eficácia de envio e entrega

Por mais avançado que seja um software de email marketing, só envia e entrega bem as mensagens se a configuração dos servidores e endereços IP estiver perfeita. Não só é necessário monitorizá-los constantemente, como também dispor de máquinas potentes e grande largura de banda para processar os envios, bounces e relatórios.

Um serviço online já tem um cluster de servidores devidamente configurado, bem como uma rede de máquinas e gamas IP optimizadas para o envio, constantemente monitorizadas em cooperação com os grandes ISP (Gmail, Yahoo, Hotmail, etc.). Aliás, depois de clicar em "enviar", pode desligar o seu computador, que o serviço trata do resto. Para envios pequenos, os servidores são normalmente partilhados por vários clientes. Para envios maiores, são disponibilizados servidores dedicados.

Suporte técnico

Praticamente todos os softwares têm guias detalhados de instalação e uso, mas o suporte técnico personalizado costuma ser cobrado à parte (sobretudo na fase da instalação) e poucas vezes abrange os servidores (pois esses são configurados por si). O lançamento de upgrades é esporádico e pode também ser pago.

O serviços online apresentam frequentemente documentação detalhada e fornecem suporte gratuito por e-mail (alguns até têm formações online grátis). Costumam ter também comunidades de utilizadores activas, cujas ideias contribuem para a implementação rápida de novas funcionalidades. E como são usados por milhares de pessoas ao mesmo tempo, qualquer problema tende a ser resolvido muito depressa.

Com base nesta análise, a balança inclina-se fortemente para os serviços online de email marketing, mas tudo depende das suas necessidades e conhecimentos específicos. Por exemplo, se já tem a sua infra-estrutura de servidores IP e SMTP muito bem montada e sabe exactamente como configurá-la, pode considerar a instalação de um software. Nos restantes casos, será preferível optar por um serviço online, dado o baixo custo e comodidade que oferecem.

Caso queira escolher um destes serviços online, analise cuidadosamente os preços, as funcionalidades disponíveis, a fiabilidade dos servidores e o tipo de suporte técnico. Veja há quanto tempo estão no mercado, se lançam novidades frequentemente (ex. veja o blogue ou perfil no Facebook) e verifique o que os utilizadores dizem do serviço.

Pela minha parte, optei por um serviço online de email marketing. A minha escolha foi a plataforma E-goi. É muito completa e flexível, tem suporte técnico gratuito (incluindo formações online) e é portuguesa . E se a sua base de dados tiver menos de 500 subscritores, pode usar o E-goi para enviar emails para essas pessoas gratuitamente (óptimo para começar a construir a sua base de dados opt-in). Se depois quiser fazer o upgrade, há vários planos mensais ou pacotes de mensagens à escolha.

Para experimentar o E-goi, basta abrir uma conta de testes.

How to Grow your Online Business

How to Grow your Online Business : An online tool that will help your business grow faster than ever using ingenious way of harvesting web t...